Logomarca_OBR

 

Destinado a qualquer aluno do ensino fundamental, médio e técnico de escolas públicas ou privadas de todo o país. A OBR é uma iniciativa pública, gratuita e sem fins lucrativos.

Local: Ginásio do setor esportivo – UFMA Campus do Bacanga

Data: 26 de Agosto, de 10:00 ás 18:30

Oficinas grátis:

– Lego;

– Arduíno

– Pinguino

Para mais informações: http://www.obr.org.br/

 

SÃO LUÍS – Enquanto diversos atletas disputam as olimpíadas no Rio de Janeiro, estudantes do ensino fundamental e médio de todo o Brasil se preparam para a Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR). E com o intuito de iniciar a preparação para a etapa estadual, que ocorrerá no próximo dia 26 de agosto no Núcleo de Esporte (Ginásio Poliesportivo) da Cidade Universitária Dom Delgado, organizadores do evento e representantes de diversas equipes se reuniram no último dia, 6, para discutir tópicos relativos à área de robótica e à OBR.

 

A reunião, presidida pelo coordenador da OBR no Maranhão, Wener Sampaio, professor do departamento de Engenharia da Computação, contou com oficinas de robótica ministradas pelos professores Paulo Ribeiro e Rafael Fernandes, também do departamento Engenharia da Computação e com a presença de inscritos acompanhados dos seus mentores. Os estudantes presentes eram de escolas públicas e particulares de São Luís e também do interior do estado do Maranhão (Santa Rita, Santa Inês, Icatu e Imperatriz). “A OBR no Maranhão visa impulsionar a área de robótica no Estado e facilitar que mais crianças e adolescentes tenham um contato precoce com a robótica, desenvolvendo seu intelecto e cognição, bem como sua criatividade e capacidade para trabalhar em equipe”, explica.

 

O grupo de professores discutiu as regras da OBR, definiram as ações a serem tomadas para a etapa estadual e as oficinas serviram como consultoria para as equipes que estavam com problema na programação dos robôs, uma das tarefas a serem executadas na OBR pelas 41 equipes do Estado inscritas.

 

“Visamos um ambiente de troca de ideias, pois mesmo sendo uma competição objetiva-se, acima de tudo, a evolução intelectual e cognitiva das crianças. Os alunos conseguiram resolver problemas para a OBR, assim como receberam mais informações sobre o evento, elevando assim o nível da competição estadual conduzindo-os a um nível OBR nacional”, informou o professor do curso de Engenharia da Computação Paulo Rogério de Almeida Ribeiro.

 

Ele ainda ressaltou que a OBR é um evento de caráter lúdico e pedagógico que estimula jovens estudantes (ensino fundamental e médio) às áreas científico-tecnológicas, promovendo assim uma atração desses jovens para as áreas de engenharia e tecnologia que o Brasil tanto demanda.

 

“Para ajudar nesse processo, nós estamos iniciando uma parceria entre o curso de Engenharia da Computação da UFMA e algumas escolas, visando fornecer cursos de capacitação em robótica para os professores dessas escolas além de estarmos em fase de elaboração de um projeto de extensão para esses cursos de capacitação. Adicionalmente, temos um projeto aprovado no edital PIBIC-EM/CNPq/UFMA 2016-2017, onde três alunos do Liceu Maranhense foram contemplados com bolsas de iniciação científica para o ensino médio”, afirmou Paulo.

 

A Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) é uma olimpíada científica brasileira apoiada pelo CNPq que utiliza-se da temática da robótica para estimulá-los às carreiras científico-tecnológicas, identificar jovens talentosos e promover debates e atualizações no processo de ensino-aprendizagem brasileiro. A OBR destina-se a todos os alunos de qualquer escola pública ou privada do ensino fundamental, médio ou técnico em todo o território nacional.

 

Para participar, os alunos interessados podem fazer seus próprios cadastros, mas não podem se inscrever no evento, pois a inscrição no evento e nas modalidades é tarefa exclusiva do professor. Sendo assim, o professor responsável pelos alunos de cada escola deve se cadastrar (ou ter cadastro) no Sistema e depois gerenciar as inscrições de seus alunos e das equipes (mínimo de dois alunos, no máximo quatro estudantes) nas modalidades teórica e/ou prática.

Olimpíada Brasileira de Robótica 2016 – Estadual